Medicina Fetal Voltar

Cordocentese

 

O acesso direto à circulacão fetal foi o marco mais importante da Medicina Fetal até o momento, pois forneceu subsídios para o entendimento da fisiologia e fisiopatologia fetal, propiciando nova abordagem na propdêutica e terapêutica fetal intra-uterina.

 

A cordocentese trata-se da puncão do cordão umbilical, mais precisamente da veia umbililcal na maioria das vezes, através do abdome materno (via percutânea), valendo-se da monitoracão Ultrassonografica contínua. Através da análise do sangue fetal, podemos realizar inúmeros diagnósticos pré-natais, sendo os mais importantes: Estudo citogenético fetal, estudo de desordens genéticas (DNA), pesquisa de infeccão fetal, pesquisa de desordens hematológicas, doencas metabólicas e defciências imunológicas, assim como a pesquisa da anemia fetal da doenca hemolítica-perinatal.

 

Pode ainda ser utilizada como via de acesso no tratamento de diversas patologias fetais, principalmente na administracão intravascular de medicamenos, e na transfuão sanguínea fetal inta-uterina. Trata-se de procedimento indolor, sem necessidade de preparo especial prévio na maioria das vezes, e com baixos riscos associados. O risco de abortamento e morte fetal associado ao exame é o de aproximadamente 0.8% a 1.0%.

 

Damos preferência pela realizacão do exame a partir de 20 semanas de gestacão, visto que nesta faze torna-se procedimento de menor risco e de execucao mais fácil.

 

Preparo prévio ao exame: Não há necessidade de preparo especial.
Cuidados após o exame: Repouso relativo por 24-48 horas. 

Maiores informações:  Entrar em contato com  o Dr. André Luiz Arnaud Fonseca